sábado, 5 de dezembro de 2009

Valores

Cada dia que passa me pergunto onde estão hoje as pessoas que ontem sonharam com a verdade?

Poucas pessoas hoje se preocupam em fazer o que é preciso, hoje elas arriscam tudo por quase nada, arriscam deixar tudo o que passou, sofreu, lutou para conseguir e batalhou muito para manter, apenas por momentos.

O que mais é estranho é que as pessoas acabam se vitimando quando alguma coisa da errado e tudo o que tinha antes se perde. Ai se arrependem, choram, se desesperam... E quando essas pessoas são perdoadas, no começo fazem o que é certo, mas quando estão confortáveis e mais confiantes aos poucos começam a fazer tudo igual. Mas por quê?

Não existe aquilo que dizem... "Ahh eu faço isso por que eu sou assim e vou morrer assim...".

Mentira!... Temos sim nossa personalidade, aquela interior e não muda, mas temos também nosso comportamento, atitudes, modo de respeitar e como convivemos com outras pessoas, e isso sim muda de acordo com nossa decisão, mas algumas coisas precisam acontecer antes.

Uma pessoa só muda em duas situações.

1º - Quando sofre uma pressão, medo ou é reprimida. Esses fatores faz com ela veja por um momento as coisas com mais clareza e passa a se comportar diferente, ou apenas se reprime. Mas por esse comportamento ter sido gerado por um fator externo, no caso o medo ou a pressão, quando essa pressão passar e a pessoa começa a se sentir mais confortável e confiante, ela vai voltar aos poucos a fazer as mesmas coisas que fez antes, simplesmente porque ela não mudou, não aprendeu, ela simplesmente se reprimiu. É como você amassar uma espuma, em quanto tem pressão ela muda a forma, mas conforme vai aliviando a pressão a espuma vai voltando a ficar na forma anterior. Uma pessoa que muda aparentemente seu comportamento por fatores externos como os citados, ela não mudou, ela apenas esta sendo uma espuma.

2º - É quando a pessoa decide mudar por conta própria, sem interferência direta de fatores externos como pressão, medo, repressão etc. Ela medita nas coisas e começa a avaliá-las. Essa pessoa passa a ver as coisas que tem valor com o seu devido valor, passa a identificar o que é corruptível e o que é incorruptível. Reflete sobre o porquê algumas coisas ruins aconteceram, como aconteceram e o que gerou isso; Da mesma forma com as coisas boas. Essa pessoa passa a ver que tudo esta diretamente interligado, que uma ação minha aqui pode desencadear uma outra reação igual, parecida ou completamente diferente em outro lugar, mas que esses acontecimentos não existiriam se aquele comportamento inicial da pessoa não tivesse acontecido.

Essa pessoa quando passa a ter consciência dessas coisas e a tratá-las com o devido valor e responsabilidade, e principalmente, ela SENTE isso dentro dela, ela passa a mudar. Mas não é uma mudança como a do primeiro exemplo que comentei da espuma, que ela só muda por um fator externo, e quando esse fator externo deixa de existir a espuma volta. Nesse caso de agora não é assim, a mudança e os acontecimentos são outros, a formula é outra e o resultado é outro...

Esse tipo de mudança passa a vir de dentro para fora, e o principal, quando a pessoa passa por essa metamorfose ela não volta a ser como era antigamente. A mudança que passa a existir é uma mudança permanente.

Quando isso acontece esta pessoa passa a não conseguir mais fazer o que fazia antes por que os seus valores mudaram, e quando os valores de uma pessoa muda, ela só fará coisas que se engrandecem comparados com seus valores próprios, por que se ela tentar fazer algo que seja fora desses valores, isso que ela estiver tentando fazer não terá sentido e essa pessoa não sentirá prazer em nada fazendo aquilo.

É assim que vai se formando o caráter da pessoa.

São essas pessoas que cada dia tem menos. Me pergunto quando elas vão surgir mais? Quando vão ouvir em sua mente o que há anos estão falando dentro delas?
Vejo pessoas que tem um potencial fantástico, mas jogam tudo fora e põe tudo a perder por coisas corruptíveis e momentâneas. Isso me entristece porquê essas pessoas fazem falta em um mundo como este e, principalmente nesse momento em que o mundo esta entrando. A questão é, até quando essas pessoas se venderão por nada?

Paulo Cuba

2 comentários:

Sonhos e Fantasias disse...

Paulo

estou passando exatamente por um momento assim, sentindo falta das pessoas mudarem por elas mesmas, não pessoas "espuma" (amei a expressão).. ou pessoas que amam colocar "fermento" em seus problemas.. ai quando mudam .. é sempre superficial, porque amam ser coitadas. Meu amigo, cadê as pessoas que de coração desejam mais pra elas mesmas??.. ainda há esperança, elas se escondem, mas existem.

Professora Ismaelita disse...

acredito que as pessoas não mudam, postei algo sobre isto..mas ,temos que aprnder conviver com elas do jeito que são ,gostei do blog. A paz